País garante primeiro lugar em laureados com a bolsa de Doutorado e fica na segunda posição com a bolsa de Master do governo francês.

A bolsa Eiffel, que faz parte de um programa de excelência do governo francês, é oferecida para os melhores estudantes estrangeiros. Todos os anos a França abre um edital para que as universidades do país indiquem seus candidatos. Para o ano letivo 2012-2013, 410 estudantes obtiveram a bolsa Eiffel para cursar um Master na França, e 70 para o Doutorado.

O principal objetivo da Bolsa Eiffel é o de formar, nas instituições francesas, os futuros gestores e importantes formadores de opinião estrangeiros tanto nos ambientes públicos e privados em três grandes áreas: Ciências, Economia e Administração; Ciência Política e Direito.

No total, desde a origem do programa, 5.823 alunos foram selecionados entre os quase 20 mil dossiês apresentados.

Master

Este ano, de um total de 1.280 dossiês avaliados, 410 estudantes foram beneficiados. A América Latina aparece em destaque nesta sessão e, atrás da Ásia, representa a segunda maior fatia (26%) de estudantes selecionados. O Brasil teve 64 laureados (frente aos 105 chineses) e ficou em segundo lugar entre os países que mais tiveram pessoas escolhidas pelo programa.

Doutorado

Os resultados do País são ainda melhores neste quesito. A sessão 2012-2013 avaliou 166 dossiês e entre os 70 selecionados, 10 são do Brasil. Apesar do contingente de laureados da América Latina e Central ser o segundo maior (ficando atrás do da Ásia-Oceania), os brasileiros são destaque absoluto, ficando na frente do chineses e libaneses.

Após a divulgação destes resultados, o CampusFrance parabeniza os brasileiros escolhidos para fazer parte deste programa! No final do ano, um novo edital da Bolsa Eiffel será divulgado.