10 mil bolsas para estudantes brasileiros estudarem na França.

ATENÇÃO

As chamadas do Programa Ciência sem Fronteiras para graduação-sanduíche na França não estão abertas, acompanhe o site do programa.

O Ciência sem Fronteiras (CsF) é um programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e CAPES – e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

Em dezembro de 2011, na presença da Presidente Dilma Rousseff e do então Primeiro Ministro francês François Fillon, o CampusFrance, a CAPES e o CNPq assinaram a adesão da França ao Programa. Por esse acordo, a França disponibiliza 10 mil vagas a estudantes brasileiros em suas instituições de ensino superior até 2015.

Além dos editais de bolsas para graduação sanduíche, doutorado sanduíche, doutorado pleno e pós-doutorado, o CsF abrange agora os três programas de bolsas bilaterais da CAPES que fomentam projetos conjuntos de pesquisa entre Universidades brasileiras e francesas: CAPES-Brafitec, CAPES-Brafagri e CAPES-COFECUB: 

 No âmbito do programa, as áreas prioritárias são:

  • Engenharias e demais áreas tecnológicas;
  • Ciências Exatas e da Terra;
  • Biologia, Ciências Biomédicas e da Saúde;
  • Computação e Tecnologias da Informação;
  • Tecnologia Aeroespacial;
  • Fármacos;
  • Produção Agrícola Sustentável;
  • Petróleo, Gás e Carvão Mineral;
  • Energias Renováveis;
  • Tecnologia Mineral;
  • Biotecnologia;
  • Nanotecnologia e Novos Materiais;
  • Tecnologias de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais;
  • Biodiversidade e Bioprospecção;
  • Ciências do Mar;
  • Indústria Criativa;
  • Novas Tecnologias de Engenharia Construtiva;
  • Formação de Tecnólogos.

Relativo à participação para o nível de graduação, o estudante brasileiro pode optar em  um destes três programas diferentes: A Graduação Sanduíche, o programa Brafitec e o programa Brafagri. Todos no âmbito do intercâmbio acadêmico. Ou seja, uma parte da graduação já iniciada no Brasil é cursada ou completada na França.

Na modalidade Graduação Sanduíche, os estudantes de Universidades brasileiras realizarem parte de sua graduação em uma instituição francesa. O aluno, indicado ou não pelo estabelecimento brasileiro faz sua inscrição a partir da abertura do edital pela própria CAPES e depois recebe propostas das Universidades francesas. A bolsa é garantida e a alocação em uma Universidade também. Assim que acontecem as alocações, mediadas pelo CampusFrance, os documentos de aprovação são encaminhados e o procedimento de visto começa.

Os programas Brafitec e Brafagri sãos acordos de cooperação acadêmica que assumem compromisso em promover o intercâmbio de estudantes em todas as especialidades da engenharia (Brafitec) e das ciências agronômicas e agroalimentares e da veterinária (Brafagri). Estudantes brasileiros podem cursar parte de sua graduação na França e estudantes franceses podem estudar no Brasil pelo mesmo período. A possibilidade da realização de um intercâmbio na modalidade duplo-diploma também é possível.

Para o nível de doutorado, o candidato tem a opção de obter o aceite em uma unidade de pesquisa doutoral em Universidades ou em Escolas Doutorais e depois solicitar a bolsa. O aceite é pré-requisito para solicitação e pode ser obtido de duas formas: contato direto do candidato com a Universidade em que deseja estudar, ou contato por meio dos parceiros do Programa CsF no país de destino. Na França os parceiros são o IRD (Institut de recherche pour le développement), o CNRS (Centre national de la recherche scientifique) e o INSERM (Institut national de la santé et de la recherche médicale). Além disso, O site do Campus France disponibiliza um Anuário das Escolas Doutorais, no qual a busca pode ser feita. Após a admissão, a inscrição no Programa Ciências sem Fronteiras pode ser realizada.

Outra opção para doutorandos é participar do programa CAPES-COFECUB, um programa tem como objetivo o intercâmbio científico entre instituições de ensino superior do Brasil e da França e a formação de recursos humanos de alto nível nos dois países. As Universidades brasileiras realizam inscrição no programa para conseguir bolsas que podem ser oferecidas a seus alunos.

Informações complementares, atualizações e notícias sobre abertura de novos editais podem ser conferidas através do site especial do CampusFrance para o programa Ciências sem Fronteiras: www.csf.campusfrance.org. Consulte também os sites da CAPES e do CNPq.